Primeiras impressões sobre captação de imagens aéreas

Primeiras impressões sobre captação de imagens aéreas

Adquirimos um drone de 4 braços para em conjunto com a nossa GoPro Hero, realizarmos a captação aérea de fotos e video. A ideia é aumentarmos o leque de possibilidades e a oferta em futuros trabalhos.
Efetuamos alguns vôos de treino e teste, primeiramente para percebermos a dinâmica de vôo do drone e seguidamente, para experimentarmos as configurações da GoPro face à nova perspetiva. Relativamente ao drone, este é estável mesmo com ventos fortes e consegue-se uma autonomia de cerca de 25 minutos. Os movimentos são graciosos e finos, gerando confiança a quem o controla.
Configuramos a Gopro para filmar a 720p a 60 fps para a primeira parte das filmagens e depois alteramos para 720p a 120 fps. O melhor resultado foi obtido com a primeira configuração, sendo o estado de iluminação bom.
Depois de montada a Gopro no drone, percebe-se a alteração da dinâmica provocada pelo aumento de peso. Os movimentos continuam graciosos e finos, nota-se um certo arrastamento no tempo de resposta e também no comportamento durante a descolagem. Contudo, para se conseguir obter boas imagens, os movimentos do drone têm que ser suaves, pois caso contrário, existe o risco das imagens terem má qualidade devido aos solavancos ou às alterações bruscas de direção.
Neste teste não foi utilizado, de forma propositada, nenhum suporte estabilizador para a câmara de filmar, pelo que são perceptíveis os momentos em que o #drone é fustigado pelos fortes ventos e também aquando das alterações do rumo. Mais tarde iremos publicar um novo vídeo utilizando um #gimbal, ou seja, um suporte com estabilizador para podermos analisar a diferença na qualidade da imagem.
A autonomia do vôo não foi muito afetada pelo acréscimo do peso provocado pela GoPro, que registamos antes dos testes um aumento de 136 gramas.
Um facto curioso que ocorreu durante o vôo foi a interferência que o sistema WIFI entre a Gopro e o Smartphone Samsung S3, provocou no sistema de comunicação entre o drone e o controlo remoto. Essa interferência quebrou o contacto entre o drone e o comando, entrando em modo automático de regresso ao ponto de partida. Como quem operava o drone não percebeu isso de imediato, ficou numa situação aflitiva quando o drone começa a tomar outras direções que não as pretendidas.

Lista do equipamento utilizado: DJI Phantom 2, GoPro Hero3+ Black Edition, Smartphone Samsung S3.

Share this post

Comment (1)

  • Stephannia

    I have read your article and about the 5.8g 200mw FPV Wireless AV Tx & Rx Set. I also have the exact same set like you excpet the GoPro camera. I used the little camera but the problem is, everything works normal but I don’t get any picture, my screen is just black. I’ve already tried different things but nothing works. Do you have some advice?

    16 Janeiro, 2015 at 16:01

Deixe uma resposta